fbpx

Nossos novos alunos respondem: E aí? Como é ser calouro na School?

Todo início de ciclo tem seus sentimentos, seja um frio na barriga (ou medo mesmo) ou a felicidade de vivenciar uma conquista. Estudantes sabem bem disso, tanto que nessa fase ganham o nome de “calouros”. Segundo o dicionário, são “estreantes”, “ingênuos” – aqui na CESAR School, a gente vê como uma turma muito empolgada mesmo

“Me chamo Flávio Vieira, tenho 19 anos e estou cursando Ciências da computação”, diz um dos calouros 2021.1 da School. Flávio, que se fiz um fascinado por computadores, já sabia qual profissão seguiria desde criança. Aí a CESAR School encaixou bem nos planos, ele conta. “Tive muitas indicações boas por parte da família e de amigos. Além de considerar um grande diferencial estar em uma instituição ligada ao Porto Digital, o que me traz bastante confiança com relação ao curso”, conta.

“As primeiras semanas na CESAR School têm sido muito boas, os professores são incríveis e meus colegas de sala também. Espero ansiosamente a hora de poder conhecer a todos presencialmente. Me surpreendi com a prestatividade da equipe pedagógica que é bem dinâmica e bastante acolhedora também”, diz Flávio. Sim, as turmas estão remotas, com aulas síncronas e ao vivo por causa da pandemia.

Quem também está bastante feliz com as novas perspectivas é Gabriel Gondim, calouro do curso de Design da School. A escolha dele se deu pelo interesse por processos criativos e na criação em si de produtos e jogos. E o que ele tem achado da School? “Tem sido muito interessante. Cada vez acho mais incrível como a gente aprende na prática o desenvolvimento de design e a experiência que é trabalhar com outros”, responde Gabriel.

É muito cedo e os meninos não decidiram ainda quais as áreas que pretendem trabalhar. Gabriel imagina que deva seguir por alguma atividade relacionada ao desenvolvimento de personagens, ilustração ou jogos. Flávio aposta que o School vai ajudar nesse caminho para o mercado de trabalho. 

Mil expectativas

“Eu sempre fui curiosa, criativa e artística, pensei em um curso que unisse as três coisas e Design me veio à mente. Resolvi pesquisar mais sobre o curso e me identifiquei de cara”, conta Cassiane Andrade, também caloura 2021.1.

A escolha pela CESAR School veio, ela conta, pela proposta de inovação. E, claro, estar inserido no ecossistema do Porto Digital fez toda diferença. “Pensei que aprenderia bastante e conseguiria muitas oportunidades estudando no CESAR. E até agora, minhas expectativas sobre a faculdade têm sido superadas. A forma como os professores trabalham em sala de aula, dando espaço para os alunos interagirem. O conteúdo é passado com muita criatividade, rolando várias dinâmicas em sala de aula, sem falar dos materiais, como slides, que são muito bem preparados. Achei que não ia ser capaz de conseguir acompanhar as aulas nesse formato remoto, mas a School se adaptou muito bem a isso fazendo com que o aluno consiga aprender de forma efetiva”.

Rolar para cima