fbpx
Sustentabilidade e artesanato em projeto de mestrado da CESAR School

Projeto de mestrado da School é voltado para a sustentabilidade do artesanato do Amazonas

Ricardo Tavares, amazonense de Manaus, compreendia a importância do artesanato para a movimentação econômica do seu estado, especialmente para as populações indígenas. Formado em Design Gráfico e especialista em Design, Propaganda e Marketing pela Universidade Federal do Amazonas, Ricardo aprofundou a questão do artesanato aos estudos desenvolvidos no mestrado na CESAR School. Ele conta como tem sido a experiência na entrevista abaixo:

Escolha do tema
A escolha se deu pela organização que participo, a ZAGAIA, onde temos uma linha de trabalho com foco no desenvolvimento da cadeia produtiva do artesanato amazônico. Somado a prática da Gestão em Branding, utilizado na empresa FOCUS/DM, decidi aprofundar o estudo em torno da importância do gerenciamento dos pontos de contato de marca em pequenos negócios, pois já realizei consultorias para o Sebrae relacionadas ao tema.

Então, adaptei esse conhecimento ao segmento do artesanato e percebi que, muitas vezes, eles não têm o que julgamos como “pacote básico de comunicação” de uma marca de negócio, que podemos considerar que, atualmente, todo pequeno empreendedor deve se importar para gerir sua empresa.

Como funciona a ferramenta Fantastic
A ferramenta Fantastic é concebida como um modelo de consultoria expressa. Atua no diagnóstico de 15 pontos de contato que julgo essenciais para pequenos negócios. Trata-se de um formulário online dividido por personas empreendedoras, onde cada usuário avalia cada ponto de contato do seu negócio considerando uma escala de satisfação de 0 a 5 pontos.

Após isso, é gerado pelo sistema um coeficiente de diagnóstico, ao final do preenchimento, enquadrando o usuário em um ranking. As respostas também são devolvidas, automaticamente, para o endereço de e-mail do usuário. Feito isso, é preparada uma devolutiva comentada para o empreendedor com um gráfico radar com os resultados detalhados por ponto de contato do negócio com o seu consumidor.

Interesse no artesanato e na economia criativa de Manaus
O mercado de artesanato movimenta R$ 50 bilhões ao ano, segundo último levantamento do IBGE. E na Amazônia, considera-se todas as alternativas de economia que mantenham a floresta em pé e dêem valor a cultura material e imaterial. O artesanato indígena possui um valor imensurável, mas os negócios do artesanato precisam otimizar seu modelo de negócio, agregando conhecimento de gestão.

Trilhas de conhecimento propostas pela pesquisa
A pesquisa abordou a contribuição que o Design de Serviços pode ofertar ao segmento do artesanato, e não somente o design de produto como, costumeiramente, é observado em projetos que integram as duas áreas. Além disso, foi possível evidenciar mais as experiências da cultura da gestão de pontos de contato e customer experience design no âmbito dos pequenos negócios.

Análise do empreendedor e utilização da ferramenta
Neste contexto da Covid-19, quando ocorreu o isolamento em larga escala em todo o país, foi percebida a necessidade de aceleração na digitalização dos negócios para manter a sua sustentabilidade. E foi neste momento que esta classe produtiva se viu deficiente de adequação para este novo futuro dos negócios. Artesãs e artesãos que não administravam as suas páginas em redes sociais, não tinham um cadastro de clientes, não possuíam o entendimento da gestão mais próxima de seus consumidores que poderia alavancar fidelização, especialmente nas datas comemorativas que ocorreram, ou até mesmo para obter clientes para máscaras em tecido artesanais.

Próximos passos
Após a realização do processo de testes com o protótipo de média fidelidade, foi percebido que o modelo funciona melhor para este público inserido em um processo de consultoria. Durante o processo de testes, alguns contratos foram comercializados para instituições que fomentam o setor, contabilizando valores acima de R$ 24 mil. Necessita-se, agora, entender a aplicabilidade para outros segmentos da economia de pequenos negócios, de forma a otimizar a ferramenta para adquirir outras funcionalidades, deixando o processo cada vez mais automatizado, e dando um direcionamento claro ao usuário em relação ao que fazer com as métricas obtidas no formulário.

Rolar para cima