fbpx

CESAR School oferece cursos ao vivo durante o período de isolamento social

Este momento de quebra da normalidade e de preocupações com a pandemia é também a oportunidade de otimizar o tempo. Por conta disso, muitos profissionais, cujas funções estão sendo desempenhadas em home office podem, e devem, pensar em capacitação. Pensando nesse público, a CESAR School oferece cursos em formato ao vivo e síncrono: professores e alunos juntos, por formato remoto, com a mesma qualidade das aulas presenciais.

Os cursos de Métricas Ágeis, Teste Exploratório na Prática e UX Writing são os primeiros a migrar do modelo presencial para o formato ao vivo e síncrono. Rodrigo Cursino, consultor e professor da CESAR School explica que as vagas continuam limitadas – são 20, 30 e 40, respectivamente – porque a instituição prioriza o contato dos professores com os alunos e um atendimento próximo, o que seria inviabilizado por turmas grandes.

“Usamos ferramentas de videoconferência para viabilizar o acesso remoto, mas não fazendo da aula uma grande palestra. Por isso, incluímos ferramentas de interação, com quizzes, quadros virtuais para dinâmicas, nuvens de palavras e outras que ajudam no engajamento. Mantemos o formato colaborativo da CESAR School”, reforça Cursino.

Os cinco cursos disponíveis ao público são de curta duração, entre nove e 12 horas de carga horária e serão integralmente feitos no formato síncrono. “E respondo à pergunta mais frequente: essas aulas não serão gravadas e não serão disponibilizadas para outros momentos. É um formato ao vivo, com dias e horários estabelecidos, como os presenciais”, explica Rodrigo Cursino.

O  próprio Cursino é o facilitador do curso de Teste Exploratório na Prática, programado, que aconteceu nos dias 4, 5, 6 e 7 de maio, das 19h às 22h. O público-alvo são testadores, QAs, líderes de testes, desenvolvedores e designers/UXs. O curso é ministrado em pela engenheira de testes, Karla Silva. 

Já o de Métricas para Equipes Ágeis, de 7 a 9 de maio, será facilitado pelo doutorando e mestre em Administração de Empresas pela USP, Raphael Albino. O treinamento é voltado para agilistas, gerente de projetos, líderes de equipes, lideranças organizacionais e agentes de transformação.

O curso de UX Writing acontecerá nos dias 14, 15 (das 19h às 22h) e 16 de maio (das 14h às 17h). Tem carga horária de nove horas e é voltado para designers, jornalistas, redatores, publicitários e profissionais de marketing. Facilitação de Bruno Rodrigues, profissional com 18 anos de experiência, consultor de empresas como Petrobras, G1, Oi e Gol, além de órgãos federais como o Ministério da Educação e o Supremo Tribunal de Justiça.

O curso Cultura e Práticas Ágeis em Tempos de Transformação , será realizado nos dias 12,13.,14,19 e 20 de maio, das 18h às 21h. Tem carga horária de 15h e tem como objetivo repassar para os alunos os valores e princípios ágeis, práticas ágeis para momentos de planejamento, acompanhamento e melhoria contínua, além de ferramentas que habilitam a implementação de tais práticas. 

Cenários inovadores de aprendizagem para o ensino remoto é um curso ficado para educadores. Acontece nos dias 19, 20, 21 e 22 de maio e tem como objetivo apoiar os professores da Educação Básica na missão de continuar inovando em suas práticas pedagógicas apesar do contexto de pandemia que estamos vivenciando.

Mais oportunidades remotas

Dentro da mesma linha de qualidade, a CESAR School já planeja a oferta de outros cursos síncronos dentro das áreas de expertise do CESAR, entre as quais educação, design, gestão e agilidade.

E reforçando o compromisso com a qualidade do produto oferecido pela School, inclusive no conteúdo, Cursino explica que a capacitação é um ponto muito importante e deve ser levado em consideração neste período de isolamento social. É estratégico.

“O mercado de trabalho de Computação e de Design está aquecido mesmo com isolamento social. Os recrutamentos continuam. E a área de educação está em um processo de transformação. Inclusive, os professores são grande público da CESAR School, especialmente os de ensino médio, que vêm em busca de qualificação, em entender como se faz uma educação imersiva sem que tenhamos os alunos dentro de sala de aula. A qualificação, neste momento, é importantíssima”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima